Article

O meu bebé tem fome! (?)

‘O meu bebé chora muito, é porque tem fome/chora a seguir a mamar, é porque tem fome/acorda de 2 em 2 horas, é porque tem fome/quando dou suplemento, dorme descansado, porque tinha MESMO fome!’

Shuné Pottier @ sxc.hu

 Foto: Shuné Pottier @ sxc.hu

 

Esclarecimento: Todos os bebés choram! Chorar é a única forma de comunicação que têm ao seu dispor. Se contabilizarmos as horas que passamos a falar, ou a expressar-mo-nos por gestos e ou expressões faciais/corporais, se calhar o bebé até nem chora assim tantooo. O bebé chora porque tem fome (certo) mas também porque tem frio/calor, tem a fralda suja, quer atenção/descanso, quer estímulos ou está stressado por excesso de estímulos, resumindo chora por tudo e mais alguma coisa.

Chorar a seguir a mamar é muito comum, principalmente nos bebés mais sôfregos. Assim como nós quando comemos à pressa, demoramos a sentir a saciedade, o mesmo acontece com os bebés. Entre o estômago estar cheio e o cérebro receber essa informação vão alguns minutos (até mesmo 1/2 hora). Logo, normalmente não é sinal de fome, antes pelo contrário, é sinal de demasiada avidez na amamentação.

 

O leite materno é o único alimento cujo bebé está preparado para digerir, logo é natural que em 1h30 já tenha feito a digestão e queira mais. Dar suplemento só os faz dormir mais porque o esforço de digestão é de tal forma elevado que acaba por dar sonolência. Perceba-se que não é um sono saudável, é mais uma sesta obrigatória para que o bebé consiga digerir o leite artificial. O bebé amamentado consegue estabelecer melhor e mais rápido a rotina de sono (entenda-se dormir a noite toda) do que um bebé alimentado a leite artificial, que alterna entre alimentar-se e dormir sestas, seja dia ou noite.

 

A fome/boa alimentação dos bebés não se avalia pelo choro, mas sim pelo numero de fraldas sujas por dia e aumento de peso (seja 5 gr/dia seja 60gr/dia se aumentou está a crescer e a alimentar-se bem). Já agora, os bebés não engordam sempre o mesmo todas as semanas, nem isso é proporcional ao que receberam de alimento, mas sim ao nível de crescimento dessa altura. O crescimento funciona por picos e não por aumento exponencial.

 

Portanto NÃO, o seu bebé NÃO TEM FOME!

Article

Consulta de amamentação

Uma das fases da maternidade que mais dúvidas costuma levantar é a da amamentação. Já tive oportunidade de ajudar várias famílias neste campo (tenho a certificação de Conselheira de Aleitamento Materno (CAM) da Unicef / Organização Mundial de Saúde) e gostava de ajudar muitas mais.

bficon-med

Assim sendo, considerem oficialmente lançada a Consulta de Amamentação – com uma particularidade: depois de uma primeira consulta presencial, poderemos fazer as consultas de acompanhamento seguintes à distância, reduzindo, assim, os custos e também o tempo gasto em deslocações.

Na consulta presencial, essencial para verificar a pega e ensinar-vos diversas posições para amamentar. As consultas podem também ser à distância, via skype, google hangouts, facebook chat (vídeo) ou qualquer outro serviço de chamada ou vídeochamada.

Dúvidas? Não hesitem em contactar-me, terei todo o gosto em esclarecer-vos.

Article

Chupeta: sim ou não?

Este é um tema com que todos os pais se deparam e, como em tantas outras coisas na vida, tem de se tomar uma decisão. Não se deve dar só porque sim… Será que todos os bebés precisam de chupeta? Há crianças que nunca tocaram numa chupeta e “sobreviveram”.

A chupeta não é de todo obrigatória. A chupeta foi inventada em 1680 e como podemos ver pelo nome em inglês (pacifier) foi criada com o intuito de acalmar bebés. E, diga-se… é realmente eficaz!

chuchas

O reflexo de sucção é inapto, ou seja, o bebé (recém-nascido de tempo) já nasce com a capacidade de sugar o que lhe seja colocado na boca. Esta capacidade é que lhe permite alimentar-se fora da barriga da mãe, ou seja. mamar. E é precisamente este facto que pode causar problemas quando se introduz precocemente uma chupeta. Esta ativa o reflexo que permite ao bebé alimentar-se não o alimentando… Logo, a chupeta não deve ser introduzida antes do bom estabelecimento da amamentação. Só quando mãe e bebé estiverem perfeitamente à vontade com a amamentação e esta esteja a decorrer sem problemas associados é que se deve ponderar a introdução da chupeta.

Prós:
Acalma o bebé em situação de birra/sono.
Parece haver evidência de proteção do Síndrome de Morte Súbita quando usada durante a noite, após o 1°mês de vida.

Contras:
Torna-se num vício.
Pode causar alergias (à baba, ao látex, etc…).
Grande fonte de bicharadas e vírus.
Pouco higiénicas.

Como em tudo, nem 8, nem 80. É uma decisão que compete única e exclusivamente aos pais e que deve ser devidamente ponderada entre ambos.